“Te espero desde o acre mel de marimbondos da minha juventude.
Desde quando falei, vou ser cruzado, acompanhar bandeiras,
ser Maria Bonita no bando de Lampião, Anita ou Joana,
desde as brutalidades da minha fé sem dúvidas.
Te espero e não me canso, desde, até agora e para sempre,
amado que virá para pôr sua mão na minha testa
e inventar com sua boca de verdade
o meu nome para mim”
Adélia Prado – Para cantar com o saltério

Adélia, mineira de Divinópolis e refém de um quê de divino em sua poesia. Entregue à vida da brasilidade e de sua fé. Seus escritos são apreciados sob a imagem de um fim de tarde no interior de Minas com um café fraco e um queijo fresquinho.

Adélia versa como se fosse uma prece, um lamento, uma exaltação. Adélia é para mim como o próprio saltério pintado de verde, amarelo e o colorido da vida.

E por falar em saltério, em “Para cantar com o saltério”, a divinopolitana nos convida ao ritmo da esperança. A esperança que não se cansa. A esperança que enfrenta o amargo, a coragem, os desafios e decepções da vida, mas continua e desafia a si mesma.

Há quem acredite que a fé é uma força de vontade – quase um pensamento positivo de auto-ajuda – inabalável e ensimesmado. Mas eu não creio que a fé bíblica seja assim. Para mim, a fé nasce da dúvida e se alimenta da incerteza e da fragilidade para continuar de pé. Fato é que as árvores que mais crescem e resistem são aquelas que mais são expostas às adversidades.

Sobre a história bíblica de Abraão, o apóstolo Paulo conta que o senhorzinho de Ur dos caldeus “esperou contra a própria esperança” (Rm 4.18) e se manteve firme, ainda que tão frágil, em sua confiança por causa da promessa de Deus.

O que sustenta a fé e a esperança não é uma mera disposição de “pensamento positivo” mas a certeza de que mesmo nos momentos mais difíceis da vida o nosso amado virá para pôr sua mão em nossa testa e inventar o nosso nome.

 

Vem com a brasileiragem, comenta aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.