Mais um ex-presidente preso. Pouco depois de 3 meses fora do cargo, Michel Miguel Elias Temer Lulia, tombou pela Lava Jato. Deixados de lado todos os imbróglios legais que envolvem a discussão se a prisão deveria ter ocorrido ou não, fato é que o antigo chefe está vendo o sol quadrado.

Se você é como eu, ficou feliz com a notícia. Quando a notificação da Folha pipocou na tela do meu celular, não consegui pensar em nada mais. De debates sérios aos memes, eis a graça do dia.

Começou o mesmo processo que vivi com a prisão de Eduardo Cunha e Lula. Na verdade, quase sempre que a força tarefa de Curitiba estava na rua, minha adrenalina explodia. A qualquer momento os mandachuvas estariam de roupinha laranja, comendo merenda e tomando banho de sol. Resumindo: políticos, empreiteiros e doleiros presos me dão prazer.

De onde vem esse deleite? Ora, é fácil: nos sentimos vingados. São homens e mulheres que perpetuam dor, miséria e sofrimento através de uma violenta e insaciável ganância. São pessoas que destroem nosso Brasil para poder passear de iate em Ibiza. É a alma lavada. Na verdade, são 200 milhões de almas lavadas!

Mas creio que há um problema aí para nós cristãos. Veja o que diz nosso Deus:

Diga-lhes: “Juro pela minha vida, palavra do Soberano Senhor, que não tenho prazer na morte dos ímpios, antes tenho prazer em que eles se desviem dos seus caminhos e vivam.” (Ez. 33:11)

Existe uma obrigação pactual entre os operadores da máquina pública e nós, eleitores. Eles nos devem! Através do nosso voto, tiveram a confiança para guiar, em nosso lugar, os caminhos da nação. Então, sim, quando são pilantras, nos roubam. Nos ofendem!

Só que nenhuma quebra de relação no mundo pode ser mais vil que a homem-Deus. Quando há uma ofensa a Iavé, o grau cósmico é incomparável. Ninguém tem maior razão em exigir uma paga do que o Deus santo, criador do universo.

Mas é esse mesmo Deus que afirma não ter prazer na morte do ímpio. Deus é um Deus de vingança, mas não há sadismo nisso. Apesar de zelar pela justiça e retribuir o mal na forma que é exigido, Deus o faz com pesar. Seu coração jorra graça, misericórdia e compaixão.

Talvez haja um imperativo para revermos nossas afeições. Ver o poder público cumprindo seu dever é um privilégio. O Brasil precisa de uma justiça cada vez mais operante! As prisões são benéficas.

Mas isso não poder ser acompanhado do prazer sádico dos crentes. Nosso desejo deve ser por pessoas restauradas, ainda que presas. Que Deus nos dê novos crentes que ouçam a sua voz através dessas prisões e se voltem a Ele.

Que Deus os alcance como alcançou a mim e a você.

Vem com a brasileiragem, comenta aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.